Ir para o conteúdo

Civilização e sertão e as interpretações do Brasil

2012-09-21

A imagem de um país marcado pela dicotomia entre uma Civilização e um Sertão marcou o Pensamento Político brasileiro. As diversas interpretações acerca do Brasil incorporaram a percepção de um país internamente heterogêneo, marcado por regiões nas quais os traços sociais das sociedades modernas conviviam com regiões marcadas pelo atraso. Esta imagem “Civilização e Sertão” esteve carregada de diversos atributos sociais – opinião pública, hábitos do trabalho, facciocismo, violência e outros. Sobre este pano de fundo foram construídos diversos projetos políticos.

 

Confira a apresentação ao vivo, a partir das 10 horas de 27/09

 

O Encontro às Quintas estará recebendo o pesquisador Ivo Coser que falará sobre o tema. Formado em História pela UFF, Mestre e Doutor em Ciência Política pelo IUPERJ, Ivo é autor do livro Visconde do Uruguai: centralização e federalismo no Brasil (1823-1866) e é Professor do Programa de Pós-Graduação em História Comparada da UFRJ e do Departamento de Ciência Política da UFRJ.

 

Atualmente pesquisa as relações entre o Pensamento Político brasileiro e a Teoria Política no século XIX e início do século XX, abordando os temas da representação, do Estado e do cidadão. Sua apresentação de quinta-feira terá como objetivo analisar os atributos sociais da Civilização e do Sertão e as soluções políticas pensadas.

 

Coordenação do Encontro às Quintas: Robert Wegner

Data: 27 de setembro de 2012

Horário: 10 horas

Local: sala 407 do Prédio Expansão | Avenida Brasil, 4036 – Manguinhos, RJ

Mais informações: (21) 3882-9095 e historiasaude@coc.fiocruz.br .

 


Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir