Ir para o conteúdo

A história dos animais é tema de dossiê pioneiro da HCS-Manguinhos

2022-02-08

César Guerra Chevrand (COC/Fiocruz)

Reciprocidade em desequilíbrio: história das relações entre animais. Este é o tema do suplemento especial da revista História, Ciências, Saúde – Manguinhos. Com a premissa de que a escrita da história precisa, necessariamente, incluir a diversidade dos animais para além do humano, o dossiê tem o objetivo de reunir, em caráter inédito, a diversidade de temáticas, autores, instituições e enfoques metodológicos sobre a história dos animais, especialmente no Brasil e na América Latina. O suplemento do volume 28 (dez de 2021) da HCS-Manguinhos está disponível na íntegra no portal Scielo.

O dossiê é uma iniciativa dos editores convidados Regina Horta Duarte (Universidade Federal de Minas Gerais), Gabriel Lopes (Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz), Natascha Stefania Carvalho De Ostos (Instituto René Rachou/Fiocruz Minas) e Nelson Aprobato Filho (Universidade de São Paulo), integrantes do Centro de Estudos dos Animais (CEA), que faz parte do grupo de pesquisa Coleção Brasiliana, sediado na UFMG. Além de oito artigos inéditos, o suplemento da HCS-Manguinhos também traz uma revisão historiográfica sobre o campo de estudos na América Latina, entrevista com a historiadora Harriet Ritvo, uma análise das fotografias da expedição de Theodore Roosevelt em busca de onças no Brasil e cinco resenhas.

Leia também:
Blog da revista 'História, Ciências, Saúde – Manguinhos'
Edição anterior: Dossiê discute a questão do leite na América Latina

Em sua carta de apresentação, os editores convidados destacam o caráter pioneiro da publicação no campo historiográfico brasileiro, que consolida iniciativas individuais dos últimos anos. O dossiê tem o objetivo ainda de oferecer um recorte provocativo para a história dos animais, deixando de lado a tradicional dicotomia animais humanos/animais não humanos que marcaram muitos estudos. "Pressupor a história dos animais de todas as espécies em termos relacionais implica considerar interdependências, coexistências, interações, reciprocidades", afirmam.

Análise

Oito artigos compõem a seção Análise do suplemento da HCS-Manguinhos. Uma das editoras convidadas, Natascha Stefania Carvalho De Ostos, da Fiocruz Minas, assina análise dos discursos sobre os animais produzidos pelo movimento vegetariano brasileiro do início do século 20. Outro editor do dossiê, Gabriel Lopes escreve junto com Jorge Tibilletti de Lara artigo sobre o uso do vírus do mixoma (MYXV) contra a praga de coelhos na Austrália, entre 1896-1952.

Também fazem parte da seção artigo de Concepción Cortés Zulueta sobre a história dos cantos das aves; análise de Frederico Freitas sobre a interação de caçadores e grandes felinos na fronteira Brasil-Argentina; texto de Claudia Leal sobre uma história dos zoológicos colombianos; artigo de Abel A. Alves sobre a questão animal e os debates do Antropoceno; análise de Emily Wakild sobre a interação entre as lhamas e os povos andinos na América do Sul; e texto de Dolly Jørgensen sobre a caça às focas-monge-do-caribe e as práticas de acervos museológicos.

Revisão Historiográfica

Analisar a historiografia latino-americana sobre a história dos animais, desde os tradicionais textos de história natural do século 16 até as produções mais contemporâneas do século 21, é o objetivo do professor e pesquisador da School of History and Sociology/Georgia Tech. (EUA) Germán Vergara. Destacando como a historiografia dos animais na América Latina é ao mesmo tempo uma literatura muito nova e muito antiga, Vergara aponta como os autores da atualidade têm explorado temas tão diversos como animais domésticos, animais e conquista militares, animais e ciência e a conservação da fauna.

Depoimento

Referência no campo da história dos animais, a historiadora norte-americana Harriet Ritvo é entrevistada pelo professor da Universidade de São Paulo Nelson Aprobato Filho nesta edição especial da HCS-Manguinhos. Professora emérita do Massachusetts Institute of Technology e pioneira no tema, Harriet Ritvo explica a formação do campo de estudos históricos nos anos 1980, detalha a sua trajetória nas últimas décadas e ressalta a solidez e a pertinência da história dos animais e as suas interações com outras áreas, como história ambiental, história da ciência e história da tecnologia.

Imagens e Resenhas

Em busca das onças: as fotografias do jaguar sul-americano no relato de viagem de Theodore Roosevelt é o título da seção Imagens, assinada por Cecília Luttembarck Oliveira Lima Rattes, integrante do Grupo de Estudos dos Animais – Coleção Brasiliana, da Universidade Federal de Minas Gerais. Na seção Resenhas, são objetos de análise obras de Anna Feuerstein, Thomas Almeroth-Williams, Susan Nance e Tracy McDonald e Daniel Vandersommers. Pesquisadora da Casa de Oswaldo Cruz, Magali Romero Sá assina a resenha de Framing animals as epidemic villains: histories of non-human disease vectors, de Christos Lynteris (ed.).


Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir