Ir para o conteúdo

Série ‘Mulheres na Fiocruz: trajetórias’ tem novos episódios

2021-12-07

Cientistas que se tornaram referências em suas áreas de atuação – da biologia molecular à biossegurança, passando pela assistência e a saúde coletiva – são as protagonistas dos episódios da segunda temporada da série Mulheres na Fiocruz: Trajetórias. Realizadas pela Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), as produções serão lançadas em 13/12, em duas sessões, às 10h e às 14h, em evento virtual transmitido pelo canal da Fiocruz no YouTube. O evento terá mediação da pesquisadora Dominichi Miranda de Sá, da Casa.

Transmissão:
Manhã
Tarde

Os novos episódios da série apresentam depoimentos de servidoras de diferentes institutos da Fiocruz: Rachel Niskier Sanchez, do Instituto Fernandes Figueira (IFF); Keyla Belizia Feldman Marzochi, do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), Tizuko Shiraiwa, do Centro de Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp), Marilda de Souza Gonçalves, do Instituto Gonçalo Muniz (IGM - Fiocruz Bahia), Alzira Maria de Paiva Almeida, do Instituto Aggeu Magalhães (IAM - Fiocruz Pernambuco), Nubia Boechat Andrade, do Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos) e Cecília Minayo (Ensp).

O projeto desenvolvido por pesquisadores da Casa de Oswaldo Cruz, prevê a produção de vídeos com 21 mulheres representativas das unidades da Fiocruz, além de um documentário, já lançado, sobre as mulheres que se destacaram por seu pioneirismo nas atividades de ensino e pesquisa na instituição. A primeira temporada da série está disponível no canal da Fiocruz no YouTube.

Protagonistas da segunda temporada

Rachel Niskier

Rachel Niskier Sanchez ingressou na Fiocruz em 1994, como médica pediatra do Ambulatório de Adolescentes do IFF. Foi coordenadora nacional do Programa de Assistência Integral à Saúde do Adolescente, entre 1989 e 1993, tendo trabalhado diretamente na luta pela criação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Keyla Marzochi

A médica Keyla Belizia Feldman Marzochi iniciou sua trajetória na Fiocruz em 1986 e se aposentou em 2006. Em sua carreira na Fundação, destacam-se seus dois mandatos como diretora do Hospital Evandro Chagas, atual INI. Em sua primeira gestão, entre 1986 e 1989, participou ativamente da reestruturação do hospital, transformando-o em um espaço de ensino, pesquisa e clínica. Durante o segundo mandato, de 1997 a 2001, o hospital foi transformado em unidade técnico-científica da Fiocruz, em 1999.

Tizuko Shiraiwa

Tizuko Shiraiwa, do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria da Ensp, é médica e ingressou na Fiocruz em 1975, tendo se aposentado em 1998. Ela foi diretora do Centro de Saúde e atuou em cursos sobre a saúde da mulher.

Marilda de Souza Gonçalves

Farmacêutica, Marilda de Souza Gonçalves começou seu trabalho no Instituto Gonçalo Muniz (Fiocruz Bahia) em 1996, onde permanece até hoje. Nesse período, destacou-se na coordenação da Comissão Geral de Biossegurança, entre 1997 e 2004. Teve atuação direta na elaboração e implantação das normas de biossegurança na Fiocruz. É diretora do instituto desde 2017, tendo sido reeleita para o período 2021-2025.

Alzira Maria de Paiva Almeida

Alzira Maria de Paiva Almeida ingressou no Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz Pernanbuco) em 1966, tendo se aposentado em 2012, mas continua exercendo suas atividades como Pesquisadora emérita da Fiocruz desde 2019, atuando no Grupo de Pesquisa Biologia Molecular Aplicada a Microbiologia e Epidemiologia Molecular do IAM.

Destaca-se na sua trajetória sua longa carreira no combate a peste. Em especial, na década de 1960, no combate as endemias rurais o IAM criou o PPP (Plano Piloto da Peste) em parceria estabelecida pelo Ministério da Saúde com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Organização Pan Americana de Saúde (Opas). O trabalho, que teve como polo de investigação a cidade e de Exu (PE), realizou estudos importantes para a compreensão da doença, sua transmissão e controle. Alzira atuou ativamente nesse projeto.

Nubia Boechat Andrade

Nubia Boechat Andrade começou sua carreira na Fiocruz em 1986 como tecnologista. Trabalhou em Farmanguinhos, sua trajetória é marcada por atuação como diretora de Farmanguinhos (2003-2005) e, desde 2017, como vice-diretora de Educação, Pesquisa e Inovação de Farmanguinhos. Coordenou vários projetos, inclusive o de implantação do Centro Nacional de Referência em Síntese de Fármacos (CRSF) da Fiocruz, que será instalado no Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Maria Cecilia de Souza Minayo

Maria Cecilia de Souza Minayo ingressou na Ensp em 1989, onde permanece atualmente. Possui graduação em Sociologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1978), graduação em Ciências Sociais - City University of New York (1979), em sua trajetória, destaca-se a criação do Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde (Claves) da Ensp. Foi Coordenadora de Pós-Graduação da ENSP (1990-1994) e da Pós-Graduação da Fiocruz (1993-1996). Vice-presidente de Informação, Comunicação e Ambiente da Fiocruz (1996-2000), presidente da Abrasco de 1993-1997 e primeira representante da área de Saúde Coletiva na CAPES (1992-1996). Minayo também foi representante da SBPC no Conselho Nacional de Saúde (1993-1997), membro e coordenadora do Comitê de Avaliação da área de Saúde Pública e Nutrição do CNPq (1992-1996), além de editora-chefe e fundadora da Revista Ciência & Saúde Coletiva da Abrasco (1996 até o momento presente).

PROGRAMAÇÃO

MANHÃ – 10h

Coordenação da mesa: Dominichi Miranda de Sá (Depes/COC)

1. Abertura:

- Direção da COC: Marcos José Pinheiro (diretor)

- Vice-presidência de Educação Informação e Comunicação (Cristiani Machado)

- Representante do projeto: Nara Azevedo (Depes/COC)

- Documentarista: Cristiana Grumbach

2. Comentários antes dos vídeos

- Rachel Niskier Sanchez (IFF)

- Keyla Belizia Feldman Marzochi (INI)

- Tizuko Shiraiwa (Centro de Saúde/Ensp)

3. Apresentação dos vídeos

-  Rachel Niskier Sanchez (IFF)

- Tizuko Shiraiwa (Centro de Saúde/Ensp)

- Keyla Belizia Feldman Marzochi (INI)

4. Fechamento

- Cristiana Grumbach, documentarista

- Nara Azevedo, coord. do Projeto (Depes/COC)

- Dominichi Miranda de Sá (Depes/COC

TARDE – 14h

Coordenação da mesa: Dominichi Miranda de Sá

1. Abertura:

- Direção da COC:  Magali Romero Sá (vice-diretora de Pesquisa e Educação)

- Vice-presidência de Educação Informação e Comunicação (Cristiani Machado)

- Representante do projeto: Luciana Heymann (DAD/COC)

- Documentarista: Cristiana Grumbach

2. Comentários antes dos vídeos

- Marilda de Souza Gonçalves (IGM - Fiocruz Bahia)

- Alzira Maria de Paiva Almeida (IAM - Fiocruz Pernambuco)

- Nubia Boechat Andrade (Farmanguinhos)

- Cecília Minayo (Ensp)

3. Apresentação dos vídeos

- Marilda de Souza Gonçalves (IGM - Fiocruz Bahia)

- Alzira Maria de Paiva Almeida (IAM - Fiocruz Pernambuco)

- Nubia Boechat Andrade (Farmanguinhos)

- Cecília Minayo (Ensp)

4. Fechamento

- Cristiana Grumbach, documentarista

- Nara Azevedo, coord. do Projeto (Depes/COC)

- Dominichi Miranda de Sá (Depes/COC)


Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir