Ir para o conteúdo

Tenda da Ciência recebe nome da pesquisadora Virgínia Schall

24/06/2016

 

O desenvolvimento das coleções de livros para crianças Ciranda da saúde, Ciranda do Meio Ambiente e Ciranda da Vida, amplamente utilizadas em escolas públicas, e a criação de jogos, como Zig-Zaids, que aborda a Aids no universo pré-adolescente, além da coordenação do processo de implantação do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde no Centro de Pesquisas René Rachou (Fiocruz Minas), são algumas das muitas contribuições de Virgínia Schall para os campos da ciência e da saúde. Os atributos são mais do que suficientes para a homenagem do próximo dia 29 de junho: o Museu da Vida dará à Tenda da Ciência o nome da pesquisadora.

A data será comemorada com atividades durante todo o dia no evento Educação, Ciência e Saúde com Poesia: vida e obra de Virgínia Schall, incluindo apresentação de peça, mesa-redonda, leitura de poesias e, encerrando a programação, o descerramento de placa no espaço dedicado aos espetáculos teatrais. O evento promovido pela Fiocruz, a partir da vice-presidência de Ensino, Informação e Comunicação, é uma ação conjunta da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), por meio do Museu da Vida; do Centro de Pesquisas René Rachou (Fiocruz Minas) e do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz).

Psicóloga, doutora em Educação e pesquisadora titular da Fiocruz, Virgínia Schall morreu em abril de 2015. O dia de homenagens contará com a participação do presidente da Fiocruz Paulo Gadelha, da vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, do diretor da COC, Paulo Elian, da diretora do Centro de Pesquisas René Rachou, Zélia Profeta, do diretor do IOC, Wilson Savino, da família e de pesquisadores, professores e alunos que conviveram com Virgínia.

A programação inclui o espetáculo inspirado no texto do cordelista José Mapurunga. A peça O rapaz da rabeca e a moça Rebeca conta a história do casal João e Rebeca - apaixonados nos moldes de Romeu e Julieta – e serve de pano de fundo para abordar a questão da Aids entre os jovens.

O chefe do Museu da Vida, Diego Bevilaqua, fará a mediação da mesa Educação, Ciência e Saúde com Poesia: vida e obra de Virgínia Schall, com a participação dos convidados Pedro Jurberg, Lucia Rotemberg e Simone Monteiro (IOC), Carla Gruzman (Museu da Vida/COC), Denise Nacif Pimenta (Centro de Pesquisas René Rachou) e Miriam Struchiner (Nutes/UFRJ).

Virginia Schall era consultora ad hoc do CNPq, da Capes, do Ministério da Saúde e do MEC, e atuava em vários programas de pós-graduação da Fiocruz. Em 1990, ganhou o 11º Prêmio José Reis de Divulgação Científica. Criador da honraria, o CNPq justificou a premiação "pelo conjunto de seus trabalhos destinados a divulgar, principalmente entre crianças cursando o primeiro grau, informações sobre higiene e doenças infectocontagiosas, iniciado em 1983 com um trabalho sobre esquistossomose e que evoluiu para a coleção Ciranda da Saúde e, depois, na criação da Ciranda do Meio Ambiente”.

O presidente da Fundação lembrou a participação da pesquisadora no campo da divulgação. “Virginia teve participação fundamental na construção e no desenvolvimento da área de divulgação científica na Fiocruz. Foi peça chave na criação do Museu da Vida e de vários outros projetos de grande importância para a instituição. Atenciosa, generosa, foi uma pessoa agregadora, muito querida por todos que trabalharam com ela”, afirmou Paulo Gadelha.

Programação

9h – Abertura

9h20 – Espetáculo Teatral “O Rapaz da Rabeca e a Moça Rebeca”

10h10 – Mesa de Abertura: Nísia Trindade Lima, vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz; Paulo Elian, diretor da Casa de Oswaldo Cruz; Zélia Profeta, diretora do Instituto René Rachou; Wilson Savino, diretor do Instituto Oswaldo Cruz.

10h30 – Mesa Redonda: Educação, Ciência e Saúde com Poesia: vida e obra de Virgínia Schall

Coordenação: Diego Bevilaqua, Museu da Vida/COC

Palestrantes: Pedro Jurberg, Lúcia Rotenberg e Simone Monteiro, do Instituto Oswaldo Cruz; Carla Gruzman, do Museu da Vida/COC; Denise Nacif Pimenta, do Centro de Pesquisas René Rachou; Miriam Struchiner, do Nutes/UFRJ.

14h – Homenagem da Fiocruz à família de Virgínia Schall

Paulo Gadelha (presidente da Fiocruz); Nísia Trindade Lima (vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz)

Leitura de poesias

Abertura do microfone para homenagens

16h – Descerramento da Placa


Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Google Plus E-mail Imprimir