Ir para o conteúdo

Câncer de mama em perspectiva histórica é tema de webseminário

21/10/2020

A Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) promove na próxima segunda-feira, 26 de outubro, o webseminário Câncer de mama em perspectiva histórica. Com transmissão ao vivo pela página da Casa no Facebook, às 13h, o evento discute temas como o câncer de mama e a sociedade civil, as controvérsias em torno da mamografia no Brasil, além da história natural do câncer de mama e as consequências para a saúde da mulher. Estimativas indicam mais de 66 mil novos casos de câncer de mama no Brasil este ano, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA). O evento é uma iniciativa do projeto Controle do Câncer de Mama no Brasil.

Leia também:
Controvérsia em torno da mamografia gerou sistema paralelo de detecção precoce

O webseminário receberá Vanessa Lana, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Luiz Alves, da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), e Ronaldo Corrêa Ferreira da Silva, do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). A mediação da live será feita por Luiz Antônio Teixeira, pesquisador da COC. Aberto ao público, não é necessário se inscrever previamente para participar.

Na ocasião, a historiadora Vanessa Lana apresentará O câncer de mama e a sociedade civil: as associações de pacientes no Brasil, a partir da atuação em advocacy da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama) para a regulamentação das leis que garantiram marcos temporais para diagnóstico e tratamento do câncer de mama no país. Lana é doutora e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde da COC.

A partir do questionamento Como as controvérsias em torno da mamografia geraram um sistema paralelo de detecção precoce do câncer de mama no Brasil?, Luiz Alves abordará o processo de incorporação da mamografia como um ferramenta de diagnóstico e os debates para a implementação de programas de rastreamento no Brasil, que resultaram em duas iniciativas distintas de prevenção da doença: um sistema voltado para a classe média, que recorre aos planos de saúde, e outro destinado às classes mais pobres, usuárias mais recorrentes do SUS. Luiz Alves é historiador e bolsista de pós-doutorado do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde da COC.

Durante a palestra As ideias têm consequências: história natural do câncer de mama no século 20, o médico-oncologista Ronaldo Corrêa Ferreira da Silva apresentará como uma determinada concepção de história natural do câncer de mama no final do século 19 e início do século 20 modelaram as formas de prevenção e tratamento da doença, além das consequências na saúde das mulheres e na organização dos sistemas de saúde no século 20. O especialista tem mestrado e doutorado em Saúde Pública pela Ensp/Fiocruz.

A live integra a série ‘Conexão#emCasa’, que tem como objetivo promover palestras, debates e discussões on-line, diante da restrição a atividades presenciais impostas pela pandemia de Covid-19.

Conhecimentos e práticas sobre o câncer de mama em perspectiva histórica

Data: 26 de outubro
Horário: 13h
Transmissão: Facebook da Casa de Oswaldo Cruz- www.facebook.com/casadeoswaldocruz


Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir

Compartilhe

Facebook Twitter Whatsapp E-mail Imprimir